Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 28 de Março, 2008

Se o que nos apresentam são apenas tragédias – pelo menos apresentadas como o sendo -, querem que andemos contentes, anti-críticos, benevolentes, gastadores, airosos, simpáticos??
Se apenas somos números, balancetes, conta-corrente, relatórios, estatística, mole, sinopse, rebanho, estufa, para quê atirar o barro à parede?
Se o que temos nas veias é sangue, que corre a mando do coração e que alimenta o resto do corpo a mando do cérebro, para quê por um garrote e apertar até um pouco antes de morrer. Nesse breve milímetro que nos separa do vazio está o sentido inverso do aperto. Está a coragem. Está a noção da partilha.

Read Full Post »