Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Julho, 2008

Sin(foni)a

Silence bells

Hoje queria escrever música

Daquela que ninguém ouve, mas que sente

Hoje queria sentir a tristeza da partida

Aquela que não se despede, mas que abala

Por um momento ser nevoeiro

Por um segundo ser carrasco

Sentir nas mãos o machado

E escrever uma outra história

Anúncios

Read Full Post »

El mañana

Read Full Post »

Só se for [por]que a hora será tardia

Mas a noite [conti]nua vazia

Read Full Post »

Transferidor

Uma régua que mede as horas

É como uma enxada na terra seca

Apenas aflora a superfície

Somente deixa rasgos de esporas

Reza aos santos e depois peca

 

Vejo o brilho de Vénus a Sul

Como uma rosa a murchar no horizonte

Um ponto de luz a brilhar no azul

Última gota de água que cai da fonte

 

Bem alto

Como se um livro se fechasse

Um epílogo apenas para dispersar

Uma imagem, um voo, um salto

Uma recta, um raio e um ângulo a fechar

Porque a razão que leva algo a mudar de sentido, é tão somente o inverso daquilo que reflecte o momento presente, sem hesitar um segundo que seja mesmo que o respirar fundo acalme a descompassada arritmia do desejo.

Read Full Post »