Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 19 de Outubro, 2008

reverse

Olá

Sei que aqui não estás

Mas sinto-te como se estivesses

Sem brisa que assim sentisse

     

A tua fiança foi paz

Mas a vida não foi capaz

De perdoar os erros e as fraquezas

De suportar tantas incertezas

          

Despontou outro cravo

Que pela luz não foi salvo

Partiste suavemente com ele

Ficaram retidos na minha pele

 

Fosse ele ou fosse ela, seria uma flor à janela.

Nossa.

Read Full Post »