Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 20 de Dezembro, 2008

Out door

Já tinha os pés quentes e a cabeça vazia. Mas o quarto crescente chamava por mim. Apesar do vento, apesar do frio, fui. Vi as estrelas e o universo. Senti-me pequeno mas integrado. E deixei que os segundos que faltavam para ele desaparecer, por detrás do prédio de luzes apagadas, fossem gotas de orvalho que o frio não solidificará. Somem-se na terra e dão-lhe substância.

Fecho a porta, lavo os dentes e guardo o lenço.

Amanhã será uma outra janela a mostrar a sua luz.

Read Full Post »