Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Agosto, 2009

Voltar

Redemption

parar

sentir o barulho ao longe

abrir o livro na página certa

sem morrer na praia deserta

neste hábito já sem monge

dormente no seu rezar

»

voltar

ouvir o fundo do mar

numa onda quieta navegar

Read Full Post »

ficar

na penumbra

um dia a diferença esbate-se e os objectivos esfumam-se

Imagem 102

Read Full Post »

do mal o menos

se não for para nos sentirmos pequenos.

Pegada

Read Full Post »

Mais um dia à sombra

Escada

fiquei sentado a meio caminho, olhando, esperando. tanto espera quem está como quem vem. quando alguém desce há sempre alguma coisa que sobe. e nem sempre se voa…

Read Full Post »

Retrocesso

searanão me chegam os dias de sombra

austera

e aqueles que já ninguém lembra

dão-me paixão sincera

duvido que haja perdão

para esquecer quem disse não

sabendo que ao fazê-lo

destruiria o breve apelo

nem sempre a luz te ilumina

nem sempre a noite te guarda

e quando a cortina é parda

além dela nada se destina

sente o recuar da maré

diferente do que amanhã é

Read Full Post »

rede 2.0

antnos caminhos percorridos fica sempre a marca invisível

Read Full Post »

Rios sem pontes

Edward Hopper: sun in empty room

Edward Hopper: sun in empty room

sabendo onde passar a vau, porquê escolher o mais largo e fundo?

nobody knows

not only the sun glows

Read Full Post »

in-pensar

gotas no escuro

à pressa modifiquei a distância

só depois percebi que era imutável

era tarde e não tinha moedas

adormeci

ao longe a lua crescia

só então haverá outro dia

Read Full Post »

I'm Nobody!  Who are you?
Are you -- Nobody -- Too?
Then there's a pair of us!
Don't tell!  they'd advertise -- you know!
 
How dreary -- to be -- Somebody!
How public -- like a Frog --
To tell one's name -- the livelong June --
To an admiring Bog!
Emily Dickinson

quanto mais te afastas

mais te aproximas do não

e soltas as frases gastas

para alimentar a ilusão


desmonta o castelo de cartas

pois já perdeste os trunfos todos

um dia são folhas mortas

águas paradas e lodos

Read Full Post »