Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 16 de Novembro, 2009

Indução em branco

pontes

guardo a linha e a agulha

apanho as rédeas soltas

num rosário que já não se debulha

a prece dá outras voltas

defendes-te atrás da pequena ameia

sem armas e sem nenhuma condição

já nem a romântica alma se incendeia

talvez um dia se semeie a razão

em cada momento cinzento

todo o alicerce merece

um pilar no seu lugar

um outro lado sem passado

um presente bem diferente

um futuro puro e duro

Anúncios

Read Full Post »

Telhados de barro

Um dia saí de casa. Sem pão nem razão. Andei perdido, comi côdea. Encontrei um tecto que logo ruiu.

Para trás ficou a textura suave nas minhas rugosas mãos de carrasco.

Read Full Post »

Não há forma de gostar

chain

cada som que vibra no azul

prende o que resta da surpresa

esvoaça ao sabor do vento do sul

deixa migalhas em cima da mesa

–//–

entender as palavras lidas

já não é motivo para ficar quieto

duas linhas para sempre esquecidas

num passado rasgado e secreto

~¨¨~

não há forma de gostar

da solidão que morre no mar

e por mais vezes tentar

saber o que é o luar

Read Full Post »