Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Março, 2011

entender o momento em que choras

conseguir ler na escuridão as letras estranhas

será outra coisa que sabes profunda

mas que não entendo ainda

nessa forma abstracta de sentir

a surpresa  é saber sorrir

mas tudo o que sai desta aura cinzenta

pressente o abismo e nem sequer tenta

leve nunca foi esta paixão

do brilhar intenso ao limpo não

fico aqui

não desenho o que vi

tudo o que tenho é uma velha manta

onde nada se renova e alimenta

pois esse passado é cortina difusa

tapete sujo à porta de casa

perdi tudo o que não encontrei

esqueço a vida que nunca sei

voltar atrás já não é caminho

e no princípio era mais que sozinho

Anúncios

Read Full Post »

Whiter dead

only at the end, all begin

Read Full Post »

Ad-just

never surrender to a rose

smile to every gray day

set the glow and don’t try to impose

Read Full Post »

prisma

recusa as despedidas

recusa as frases sentidas

abraça o tempo ganho

guarda da noite o sonho

se houver quem te inspire

aproveita o que de ti retire

Read Full Post »

Endless

Read Full Post »

in gratia

nesses olhos hoje fechados

vê-se a lágrima espreitando

daquele olhar ontem brilhando

ficam os momentos inacabados

nunca haverá  mais que um abraço

nesta curva apertada

pois quem escolheu ter o nada

sabe desfazer o nó e não o laço

a árvore que vai secando

já não floresce quando o sol vence

e nem o pouco que lhe pertence

a faz viver, de vez em quando

Read Full Post »

Stone in my face

“All living things love their life, desire pleasure and do not like pain; they dislike any injury to themselves; everybody is desirous of life and to every being, his life is very dear.”

(Yogashastra – Jain Scripture, c. 500 BC)” @http://designldg.wordpress.com/category/1-faith/jainism-1-faith/

Read Full Post »

Older Posts »