Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 11 de Março, 2012

Plágio

procuro no fim do caminho

o que nem sempre guardo em mim

pois se soubesse o que era mesquinho

trazia sempre as tuas palavras para um fim

não julgues que sou o que grito

olho apenas o que fazem

as tuas preces no infinito

se as minhas nada me dizem

será nessa melodia

de notas soltas e curtas

que construo o meu simples dia

admirando as coisas certas

de igual apenas o mar

as ondas desfeitas na areia

e se houver um momento para guardar

ficará preso na teia

Read Full Post »