Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 17 de Abril, 2012

nesta utopia errante de ficar cego

para sentir a ferida rasgada na imensidão

de guardar cá dentro o que sempre nego

por mais que seja o éter da razão

escrever à solta e sem eco

derrubar miragens envoltas em nada

uns dias rezo, noutros peco

mas na paz branca da madrugada

sou egoísta demais para ser outro

vela encolhida sem corda nem mastro

Read Full Post »