Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 14 de Maio, 2012

Re-trato

encontrar uma razão funesta

nesse chão molhado e ilusório

e descobrir que a razão é esta:

caminhar sempre bem longe do promontório

– onde as vagas se ouvem, sublimes (e nos olhos de Ligeia)

– porque ao longe nem tudo se assemelha

– nem sempre o sangue dá cor à veia

– só no por do sol o horizonte avermelha

¨

mas os mitos e obras de um só traço

levam em si as gotas salgadas

receiam a verdade a cada passo

e são apenas lágrimas guardadas

Read Full Post »