Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Fevereiro, 2013

Essência de ser liminar

morango-47163-500

na vez da noite silenciada

veio o sangue, no meio do nada

depois a lágrima quente

o abraço ausente

só depois os olhos se abriram

e viram

que a imprudência jazia

na pedra fria

onde a cor se perdeu ao longo da vida

mas a forma de brilhar será mantida

α

guarda sempre o elogio

para o calor que virá no estio

procura

o doce sobrevive à amargura

Read Full Post »

Aqui

peanuts

onde há vazio e silêncio

dentro de nada e de mim

faltam os degraus para descer

subir já foi suplício

ao fugir do aroma do jasmim

morrer

Read Full Post »

Neve(r)

image

Hideout da possibilidade de desaparecer na luz do sol de um outro planeta de visões…

Read Full Post »

Falta

um dia

talvez amanhã

seja tarde para a harmonia

ι

não há

fé pela manhã

que tenha perdido já

Read Full Post »

Common things

Quando o ninguém colectivo somos nós, o espelho embacia, as coisas passam a ser fórmulas matemáticas.

Aguarda-se à esquina, olhos no chão.

Passam sombras…

An Old Man’s Winter Night

All out of doors looked darkly in at him
Through the thin frost, almost in separate stars,
That gathers on the pane in empty rooms.
What kept his eyes from giving back the gaze
Was the lamp tilted near them in his hand.
What kept him from remembering what it was
That brought him to that creaking room was age.
He stood with barrels round him — at a loss.
And having scared the cellar under him
In clomping there, he scared it once again
In clomping off; — and scared the outer night,
Which has its sounds, familiar, like the roar
Of trees and crack of branches, common things,
But nothing so like beating on a box.
A light he was to no one but himself
Where now he sat, concerned with he knew what,
A quiet light, and then not even that.
He consigned to the moon, such as she was,
So late-arising, to the broken moon
As better than the sun in any case
For such a charge, his snow upon the roof,
His icicles along the wall to keep;
And slept. The log that shifted with a jolt
Once in the stove, disturbed him and he shifted,
And eased his heavy breathing, but still slept.
One aged man — one man — can’t keep a house,
A farm, a countryside, or if he can,
It’s thus he does it of a winter night.

Robert Frost

Read Full Post »

o mundo lá fora

shallow

aqui no chão onde estou à espera, ouço as gaivotas a voar lá no alto, onde não chego nem quero chegar.

espero o fim, guardo o princípio, como se fosse a água pura que brota do passado, onde vão desaparecendo coisas e amigos e sentimentos, talvez o ciclo se vá sumindo, intermitente.

vou bebendo, vou esquecendo, num registo perdido na cinza fria.

todos os filtros que anularam a visão próxima, asfixiam a janela aberta ao calor do sol e da memória, fecham-se as cortinas e os livros por acabar, a envolvência descontínua do desejo alcançável torna-se ignorância, circunflexa.

mas continua a haver amanhã, ir e voltar, maré cheia e quarto minguante, inércias e sensações.

poemas de poetas mortos, luzes de estrelas eternas.

um viver singular, numa fé plural.

partir devagar.

Não basta abrir a janela
Para ver os campos e o rio.
Não é bastante não ser cego
Para ver as árvores e as flores.
É preciso também não ter filosofia nenhuma.
Com filosofia não há árvores: há ideias apenas.
Há só cada um de nós, como uma cave.
Há só uma janela fechada, e todo o mundo lá fora;
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse,
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela.

Alberto Caeiro

Read Full Post »

(in)cert

Franz Xaver Messerschmidt, The Yawner, 1771–1781. © Museum of Fine Art, Budapest.

Franz Xaver Messerschmidt, The Yawner, 1771–1781. © Museum of Fine Art, Budapest.

não sou da velha guarda

apenas velho

já vivi mais do que irei viver

soube mais do que irei saber

serei menos reflexo no espelho

mais burro e menos albarda

as ondas do mar ao longe

são mantas de retalhos coloridas

tantas quantas outras vidas

mas a vista já não atinge

ς

ah quando se exclama sem pensar

é sentir a paixão sem saber amar

Read Full Post »

Older Posts »