Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 6 de Maio, 2013

Sem tempo nem guarida

elevar o espírito
ao degrau eterno da alma
quando há um fim e um infinito
na luta breve da tarde calma

contar os dias de rotina
ter a lágrima e o dever
aprender quando se ensina
onde o abraço é um saber

hoje acabou-se mais uma linha de perdão
intermitente e ausente
desci a escada e fechei o alçapão

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »