Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 30 de Setembro, 2013

Seja como se não fosse

hoje jurei sob uma árvore morta
que iria esquecer o mês seguinte
mas se a morte não se exorta
a poesia é um velho requinte
_
sempre foi mais visão
que desejo
longe do coração
há laços que não vejo
_
um dia sempre igual
cinzento a cada momento
nas linhas dum ritual

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »