Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Dezembro, 2013

Other road

sou um burro velho

um ano acabado

uma quebra num espelho

pois mais que perdoe o pecado

fiz de tudo ou quase nada

perdi mais do que ganhei

mas nesta última jornada

nenhuma vitória conquistei

sou o treze

deixo a vida ao quatorze

e a maré ao quinze

eu vou para outra fase

o meu ninho de memórias

o meu barco ao luar

ou qualquer outro lugar

onde se não busquem glórias

Anúncios

Read Full Post »

Ψ

em dias de tempestade

o sol viaja

acima da desordem

há um brilho de saudade

– amanhã talvez haja

um final de viagem

Read Full Post »

Ante

reza a história
reza o terço
rasga a memória
embala o berço
   e assim foram tantas as horas
   passadas na procura da fé que choras
escreve cartas
escreve odes
nunca partas
se ficar não podes
   a alma partiu um instante antes
   o corpo restou no resto do que ficou
grita uma raiva suave
cala o silêncio ferido
não há lágrima que lave
um sentimento esquecido

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Aos vinte e oito

tanta curva cega
e nuvem pesada
se alguém nega
um beijo na chegada
já há razão
para ter mau perder
e não por o joelho no chão

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Sexta às sete

vasco

tudo o que é amargo

tem sempre algo de doce

mas a isso damos o mundo

tudo o que gostamos

tem um dia uma tempestade

e lavra a ignorância

e nem sempre o mar ao largo

será como nunca o fosse

calmo e fundo

como a alma que amamos

tem dias de inimizade

e outros de circunstância

¯

um copo cheio

esvazia

para chegar ao meio

há que escolher uma via

mas se lá não chegares

há outras para definir

navega em outros mares

que eu vou a seguir

Read Full Post »

Depois veio a quinta

image

sentado sinto o sentido
da minha vida justa
ouço vozes e risos
sonetos lisos
só a mim quase tudo custa
viver a vida sem ter vivido

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

No tal dia

deve a hora ser de perdão
ou de olhos no chão
num dia de alegria
ser justo e dar um passo
maior que um abraço

     não espero mais que uma frase
     nem sim nem não
     até lá fica no quase

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Older Posts »