Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 28 de Fevereiro, 2014

Por onde

não há verso

nem corda

na minha caixa

na minha concha

há somente uma mancha

uma mesa baixa

um nó que acorda

um poema disperso

Ξ

sei que tenho espaço

e voz

e também te tenho a ti

a cada passo

a cada voo de albatroz

desde o dia que não parti

ø

desde sempre pó

resultado sem soma

num abraço sem dó

flor sem aroma

Read Full Post »