Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Julho, 2014

‘.o.n.t

b.o.t.h.e.r

I’m not the

o.t.h.e.r!!

 

 

 

just tracking s.H.i.t

Read Full Post »

Algures

MINOLTA DIGITAL CAMERA

ali

onde as enseadas se escondem

e as sementes morrem

ali

já não há senão paz

ou caminhos por onde vás

 deixa que a ilusão se renove

ainda que nada brilhe naquilo que te move

Read Full Post »

Areias

esta dádiva enviesada
de ser e não ser maré
destruir castelos de areia
paixão calada
nunca sei o que é
o princípio da teia
mínimo detalhe
para que nada falhe
prever o segundo seguinte
sem um rasgo de requinte
um grão e a tua mão

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

sê mais que um eco
um retorno
vê a água e o horizonte
ao subir o monte
deixa a cinza no forno
guia o boneco
_
   rosário ou terço
   fé ou fado
   campa ou berço
   à frente ou ao lado
_
a terceira pessoa que eu sou
não faz nada de audaz
nada apenas onde o silêncio nadou

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Pote

no chão há o limite
e o recomeço
o mel no fundo do pote
é o amargo que mais peço
mas se tiver ouro ou prata
esta sede não mata

     foi de tanto tentar subir
     que o pote se partiu
     e o que aí há de vir
     será poente que nunca se viu

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Desde

que seja agora:
a temperança
que vá embora
e dê lugar à esperança
que o sangue corra nas veias
que se casem novas ideias

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Zap

avança

o passo que deres

nessa dança

levará a algo que nunca esperes

sorri

que as lágrimas também têm alegria

não aí

nessa alma vazia

nem no abraço rude da solidão

mas na intensa sombra da paixão

Read Full Post »

Older Posts »