Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Setembro, 2014

Colheita

pisei cardos e espinhos
juntei pó e paixão
escutei o silêncio nos caminhos
e ainda não sei dizer que não
   tudo tem mais que uma via
   mesmo que de uma única semente
   ignoro o que trará o dia
   já não mergulho na corrente
e se o sol me diz um verso
mesmo do outro lado do mundo
ecoa no meu pequeno universo
tudo o que se perdeu num segundo

tanta água
tão pouca empatia
só o sal e a mágoa
resta nesta fatia

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Meias palavras

busca sempre o alvo
imenso
pois só o mundo breve a que pertenço
não será salvo
já podia partir ou
apagar
a equação que não sou
tudo ficaria no lugar
só à noite há
sonhos do lado de lá
quimeras
no lado de dentro das esferas
o arco
é parco
leme desse barco
diz
que foste feliz
eu nunca o fiz

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Átomo

não é raiva o que sinto
é uma partícula pequena
uma emoção negativa
um trovão indistinto
personagem fora de cena
pensativa
resta o que se divide
feito sem preconceito
até que a fé duvide

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

Binómio

Os dias têm uma sombra mais pequena

Mas é apenas renovação

Com alguma tristeza súbita

Palidamente brilhante

Depois debaixo da carne a chama fermenta

Como gelo derretendo devagar

 

O branco e o azul completam-se

Num contraste serenamente desigual

Read Full Post »

Sobretudo

a cabeça
está acima do coração
ainda que não mereça
o domínio da razão
a alma
está acima da paixão
voa pela noite calma
diluindo a emoção
a luta
está acima da batalha
a espada também escuta
o golpe certeiro que falha
mas quando a lua
está acima do sol
beija a noite que é sua
e nas estrelas se enrole
         aqui em baixo há sobretudo
         um dia a mais que ontem
         um brilho mudo
         que mais ninguém tem

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »

« Newer Posts