Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 10 de Junho, 2015

há um limite para a desgraça
o esquecimento
as palavras alheias
para quem passa
pelo esquecimento
e se liberta das teias
depois
sempre depois
essa oração que se esquece
essa teia que se tece
a ilação dum lugar divino
despertar o silêncio dum sino
quando vês
é tarde
para esse alarde
enterrar os porquês
enche a noite com a turva inocência
dói-te, mas não é a consciência

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »