Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 30 de Junho, 2015

fico aqui neste canto
onde há água fresca
e paz
só porque estou sem ti
sem o teu seixo polido
e as aves dormem
na sua árvore de folhas ao vento
onde não há amargura
vícios caducos
de manhã vem a loucura
e a rotina cinzenta
mas é a necessária
a que tu não pediste
mas sobes os degraus
para a decisão solitária
a que o medo resiste

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »