Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for 1 de Julho, 2015

Mito lógico

São tantas as vezes que escrevo sem razão e sem nexo, é apenas uma decisão….. Das coisas difíceis de tomar na vida, na nossa e na dos outros!
Sempre soube que eram desabafos, diálogos unilaterais, gotas de sangue, lágrimas de nostalgia. O valor que lhe davam era apenas um acto reflexivo, sem análise – nem era isso que se exigia.
Esta fase de lua cheia no firmamento parece boa para desistir, minguar, ficar no escuro, evitar.
As minhas equações são invisíveis, inviáveis, constantes e tangentes. Vão além da matemática e estupidez imaterial. Tento entender o erro, no silêncio brilhante dos dias. Gostava de alguma reciprocidade.
Tanto ciclo oscilante.
O que mais pesa é tamanha diferença de atitude, a necessária para sermos fraternos e equilibrados. Quando ficamos sozinhos é que sentimos a imensidão da vida… Ou não, não nos interessa, deixamos que o momento seguinte decida. Logo se vê, na diminuta cegueira do presente.
E o fim também traduz o que ficou por dizer, o que faltou fazer, a jura que nunca se beijou.
O pó é a melhor diluição de compromisso, o arquivo morto para posterior júbilo alheio. E a areia do mar profundo e calmo também.
Não há diferença entre a coragem e a falta dela. Não se opõem, são irmãs.

image

Posted from WordPress for Android

Read Full Post »