Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Nuvens’

nettles-weeds-sunset-plants-herb-wild-flora

Photo via VisualHunt.com

agora

a noite é vaga

que a mão a traga

onde a memória não floresce

e a cortina se feche

agora

que há carreiro de formiga

a semente brava que o diga

quando o vento falha

e a sorte não calha

agora

acabou a luta

só há roupa enxuta

aroma e poema

dúvida e dilema

Read Full Post »

limitar

frozen-branches-nature-frozen

Photo via Visual hunt

há sempre um limite

num longo ocaso

seja no fim ou no início

no silêncio dum precipício

numa resposta com atraso

que o esquecimento nunca hesite

numa redoma feita de espinhos

no que foi e nunca mais será

do que sobra do que ninguém terá

todos juntos e todos sozinhos

Read Full Post »

copo vazio

gourds-falls-fall-harvest

Photo via Visualhunt

já é tarde

para dar corpo à raiva

sem que ninguém saiba

que a vida nunca guarde

aquilo que não há

dentro dum copo vazio

sujo

partido

breve horizonte ferido

sem lágrimas de sabujo

vénias a mais para compadrio

(…)

deixem-me ser eu e as minhas portas fechadas

as folhas e as memórias perdidas na noite

a lucidez linear das diagonais difusas

o valor incógnito da equação gelada e solúvel

o outono ímpar de outros silêncios tangíveis

a luz imperceptível no firmamento das cinzas quentes

enciclopédia maior de todas as escusas

ébrio de tanta sobriedade

actor sem palco nem bastidores

(…)

por mim não te fascines

toda uma sinfonia desafinada

ainda que imagines

uma abóbora cheia de nada.

Read Full Post »

30

idos todos os beijos

conquistadas as sombras

e as penumbras

perdidas todas as lágrimas que te lembras

resta o descanso breve

o vinho leve

e todos os outros desejos

inertes e sombrios

luminosos e frios

soma de tantos restos

silêncio de outros gestos

o ponto de partida nunca parte

as palavras não se guardam

não se dizem

não doem

o que conta é o número

efémero

finito ou infinito

não há zero nem nada

cicatriz marcada

em pedra de granito

é lá que todas as melodias ecoam

e a coragem sangra a sua dor

ao sol-pôr

conhecido de tantos dias iguais

banais

indeléveis

solúveis

numa maré constante

sem instante

Read Full Post »

Isso

2979908384_db88a9e32b_o

Photo credit: Vincepal via Visual Hunt / CC BY

embriago-me no silêncio da escuridão

e sinto a tua mão

o livro fechado que abriste

será apenas isso

um amarrotado esquisso

uma emoção que já não existe

procuro as palavras ocultas que me disseste

e a melodia suave no vento leste

e todo o amor que nunca pediste

Read Full Post »

abstract-autumn-backgrounds-beautiful-beauty

Photo via Visualhunt

ao final de um dia

sou mais do que a estrada por onde passo

de alma vazia

levando os nós que nunca desfaço

sei que o orgulho é meu

e o medo

e tudo o que em mim escureceu

tão cedo

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

nas entrelinhas não habito

nas evidências não jazo

tudo o que poderia ser dito

foi maré do acaso

Read Full Post »

Por tão pouco

 

old-handle-wood-door-gate-entrance-iron-lock

Photo via VisualHunt.com

não entrei na página incompleta

desse livro de capa nua

pois era tua

e lá não havia frases conhecidas

nem lágrimas perdidas

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

em mim não há meta

o limite nunca se conquista

num céu azul sempre à vista

a percepção não tem retorno

nem o sangue é morno

até ao fim

da minha vida sem mim *

*um filme de Isabel Coixet

Read Full Post »

Older Posts »