Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Terra’

wilt

3854344787_4ac742645e_c

Photo credit: San Diego Shooter via VisualHunt.com / CC BY-NC-ND

queria dizer tanto

como se amanhã não existisse nada

queria tanto que não consigo

seguir ao sabor do vento

nada há, cá dentro

que te traga

que me ensine o insondável

aqui sentado na memória, no eclipse invisível

desta fria mão fechada

Anúncios

Read Full Post »

Velho a mais na estrada

wine-wine-glass-benefit-from-drink-glass-clear

Photo via Visual Hunt

foi devagar
que o caminho se fez
mas neste lugar
já não há senha de vez
toda a redenção é amarga
líquida e breve
e se a saída é larga
a carga é leve
o domínio das batalhas
e das espadas
sempre teve lugar numa sebenta
mas atirar ao calhas
subir pelo corrimão das escadas
descansar onde ninguém se senta
e aos cinquenta
a sabedoria acalma
a memória é lenta
modela-se a alma

Read Full Post »

sunset-sky-clouds-orange-grey-dramatic-australia

Photo via Visual Hunt

do outro lado apenas silêncio e emoção

aquilo que é o lema e a paixão

cá deste

nada mais que um vazio abissal

um mar sem sal

sempre neste

fugir do vento e das borboletas

encher de vazio as gavetas

(…)

podia acabar a noite e o abraço

podia vir também a raiva contida

o tremer das pernas a cada passo

só depois se saberia a razão de nada haver nesta vida

Read Full Post »

Por tão pouco

 

old-handle-wood-door-gate-entrance-iron-lock

Photo via VisualHunt.com

não entrei na página incompleta

desse livro de capa nua

pois era tua

e lá não havia frases conhecidas

nem lágrimas perdidas

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

em mim não há meta

o limite nunca se conquista

num céu azul sempre à vista

a percepção não tem retorno

nem o sangue é morno

até ao fim

da minha vida sem mim *

*um filme de Isabel Coixet

Read Full Post »

Souvenir

MINOLTA DIGITAL CAMERA

Chama viva para outra esperança

cura

essa dor colorida

pinta de preto e branco o vento

tenta o momento

do raio de sol na despedida

onde a breve vaga perdura

embrulha os pesadelos do dia

ontem ninguém sabia

que o sangue dormia

na cama de palha

pois o coração dorme onde calha

e bebe o tinto da talha

nesta vida azeda e vaga

onde há mel e há abelhas

tantos querem que traga

os olhos como centelhas

é um repente que as apaga

na sombra das sobrancelhas

Read Full Post »

Esse tempo de ficar

MINOLTA DIGITAL CAMERA

Light on the wall

 

ser o medo e o escuro

de toda a emoção, um sorriso a recordar

de dentro deste silêncio puro

vem o amanhã onde não se quer chegar

ficar aqui, neste lugar inculto

onde o diálogo é um vulto

rasga-se a fé numa prece exausta

outro dia virá com uma mesa fausta

¨¨¨¨

a lua guia uma alma a um lugar melhor

longe dessa luta inglória

fica a doce memória

duma aura intensa em seu redor

Read Full Post »

A poesia não se entrega a quem a define.”
Mário Quintana

 

se te debates com a multidão

essa que vive à sombra do presente

da responsabilidade ausente

(que importa o não?)

esse frágil momento de luxúria

perdido na luz efémera duma estrela cadente

ou num qualquer eco colorido e quente

lágrimas de frustração e fúria

falha a razão

amanhã se verá

o âmago da questão

ou de tanta vaidade que em ti não há

Read Full Post »

Older Posts »